EDITOR CHEFE : Alexandre França
EDIÇÃO E FOTOS EXCLUSIVAS : André Reis
ILUSTRAÇÕES : Elizabeth Shimaru, Hélio de Lima
COLABORAÇÃO : Vânia Beatriz A. Vilela

sábado, 21 de julho de 2012

"Cartão de Crédito – Use com Moderação"


por Aline Cintra.


A maioria das pessoas tem dificuldade em usar o Cartão de Crédito, pode parecer exagero mas elas não controlam seus gastos com “os cartões”, já que sempre que você faz uma compra em uma loja eles te mandam um (é impressionante).
Então as pessoas somente analisam tem limite, posso gastar... Ledo engano... Lembram daquela planilha do primeiro Post sobre Educação Financeira... Pois é, ela é um instrumento fundamental para nos fazer voltar à realidade.

Se fizer todos os lançamentos do que foi gasto com cartão, nos meses dos vencimentos das parcelas geralmente haverá falta de caixa ou saldo devedor.

Outro erro é pagar somente o mínimo do cartão, a dívida nunca será liquidada. Vejamos como funcionam os juros compostos utilizados quando há o atraso do pagamento da fatura:

Se você tem uma dívida de R$ 100 e acumula 10% de juros a cada mês, depois do primeiro mês cobrarão dez reais (100 x 0,10) de você. Com juros compostos, estes dez reais são adicionados à dívida original. Então agora a dívida é de R$ 110. No segundo mês novamente irão cobrar 10% de juros, que desta vez sai a onze reais (110 x 0,10), então agora você tem R$ 121 de dívida. 

Se você optar por pagar apenas o “pagamento mínimo” ou se pagar qualquer valor menor que o saldo total, você terá que começar a pagar juros sobre o saldo remanescente.

É uma bola de neve!

Mas calma, existem alternativas, pode-se negociar com a operadora do cartão para financiar o saldo devedor em parcelas fixas, por exemplo:

Se você tem uma dívida de R$ 1.000 poderá solicitar um parcelamento de 12 parcelas de R$ 112,83, claro que ainda tem juros no valor da parcela (no caso fiz uma simulação com juros de 5% a.m.), infelizmente as operadoras não são nada caridosas, porém a opção é bem melhor do que ficar financiando o saldo devedor com pagamento mínimo que incidirá juros de na média 10% a 15% a.m. É uma economia significativa.

Entretanto... Essa dica de nada serviria se você continuasse comprando mais do que ganhasse, é hora de se controlar, comprar somente a vista, somente o necessário, até que a dívida com o cartão seja liquidada e as contas se normalizem.

2 comentários: