EDITOR CHEFE : Alexandre França
EDIÇÃO E FOTOS EXCLUSIVAS : André Reis
ILUSTRAÇÕES : Elizabeth Shimaru, Hélio de Lima
COLABORAÇÃO : Vânia Beatriz A. Vilela

sexta-feira, 31 de janeiro de 2014

"CUIDADO COM AS LIQUIDAÇÕES"

por Aline Cintra


Começo de ano, tempo de liquidações. Algumas pessoas esperam ansiosamente por esta época de “oportunidades imperdíveis”. Lojas físicas e virtuais começam uma temporada de liquidações pelo país com o objetivo de “desovar” o estoque que sobrou do Natal e alavancar as vendas até fevereiro, período tradicionalmente fraco para o setor. A promessa é de descontos de até 70%. Praticamente uma Black Friday em janeiro. Mas será que vale a pena comprar? Pode ser que sim. Pode ser que não.

Vai depender da sua necessidade e se os preços estão realmente uma pechincha. Até porque – não custa lembrar outra vez – os primeiros meses do ano vêm com uma tonelada de gastos extras: IPTU, IPVA, material escolar, rescaldo do Natal. Sem falar nas férias, para quem sai de férias no primeiro mês do ano.

Para realmente fazer um bom negócio é bom tomar alguns cuidados. Confira algumas dicas:
  • Antes de comprar, verifique se as ofertas por meio de folhetos publicitários, encartes, entre outros. Assim, é possível definir previamente que itens precisa adquirir e seus preços, evitando a compra por impulso;
  • Evite fazer as compras de forma apressada. Não deixe de verificar o estado do produto, seu funcionamento e se o conteúdo confere com os dados apontados na embalagem;
  • Se o produto apresentar algum problema que o torne impróprio para o consumo, o fornecedor tem 30 dias para resolver a pendência. Se não resolver, você tem o direito de exigir a troca da mercadoria por outra igual ou a devolução das quantias pagas com correção monetária. Pode, ainda, requerer um abatimento do preço;
  • Nos pagamentos feitos com cartão de crédito, o preço deve ser igual àquele cobrado à vista ou em cheque;
  • Todo produto durável (móveis, roupas, eletrodomésticos, eletroeletrônico, entre outros) possui garantia legal de 90 dias. Se o fabricante conceder garantia contratual, o produto adquirido deve ser acompanhado de um certificado de garantia.
O Procon sempre sugere que o consumidor evite a pressa e verifique o funcionamento do produto e se o conteúdo confere com os dados apontados na embalagem. Caso o produto tenha o que se chama de vício, ou seja, um defeito que inviabiliza o seu uso, então há direito de trocá-lo, mesmo que a compra tenha sido feita em liquidação.

O prazo para reclamar é de até 90 dias úteis para bens duráveis, e até 30 dias para bens não-duráveis. A loja tem 30 dias para fazer a troca. Se a compra tiver sido feita pela Internet, você tem o direito de desistir em até 7 dias, mesmo no caso de ofertas.

Comprar é sempre satisfatório, melhor ainda se for com planejamento financeiro.



2 comentários:

  1. Black Friday no brasil é so uma forma de enganar as pessoas porque na verdade o brasil nao consegue fazer promoções igual no EUA. Aumentam os precos antes para abaixar depois e falar que deram descontos.
    Curti seu artigo e concordo com varias coisas que disse.

    ResponderExcluir
  2. Esqueci de falar que estou te seguindo haha
    www.galadedali.com

    ResponderExcluir