EDITOR CHEFE : Alexandre França
EDIÇÃO E FOTOS EXCLUSIVAS : André Reis
ILUSTRAÇÕES : Elizabeth Shimaru, Hélio de Lima
COLABORAÇÃO : Vânia Beatriz A. Vilela

quarta-feira, 9 de outubro de 2013

"Massagem Desportiva"

por Victor Ferreira
A massagem tem uma história notável de eficácia no campo dos esportes e, consequentemente, é bem recebida pela maioria dos atletas.


 

Os métodos para abordar a fadiga e a rigidez muscular no campo dos esportes são os mesmos que em qualquer outra situação. As divergências existem apenas quanto à aplicação de técnicas para desenvolvimento dos músculos. Um pré-requisito adicional para a massagem em atletas é a consciência dos aspectos psicológicos da competição; também é importante ter em mente que alguns aspectos do tratamento, como lesões e reabilitação, pertencem aos domínios da medicina esportiva e, consequentemente, exigem a experiência de um terapeuta esportivo. Ainda assim é essencial que o terapeuta massagista compreenda os estados que os músculos tendem a assumir durante o treinamento e em outras ocasiões.

Em períodos de treinamento e entre eventos esportivos, a massagem é usada para manter um desempenho muscular ideal. Após atividade vigorosa, os músculos ficam congestionados por metabólitos, como ácido láctico, dióxido de carbono e água. Esses derivados podem aumentar a fadiga e prejudicar o funcionamento muscular. Os movimentos de massagem, principalmente o deslizamento, são usados para auxiliar na eliminação dessas toxinas e na devolução do oxigênio e dos nutrientes para os músculos.


Entretanto, é aconselhável que a massagem não seja realizada logo após um treinamento ou atividade esportiva porque os vasos sanguíneos, particularmente as veias dos membros inferiores, encontram-se repletos de sangue após o exercício. Uma vez alongadas pela alta pressão do sangue, as paredes dos vasos ficam suscetíveis a danos quando manuseadas. Cerca de 30 minutos devem-se passar antes da aplicação da massagem, embora esse intervalo seja mais importante para alguns esportes do que para outros.
A massagem também é aplicada para o tratamento de lesões e durante o período de reabilitação. Músculos, ligamentos e tendões podem ser tratados até 1 ou 2 dias após a lesão, embora o tipo e a duração do tratamento dependam da gravidade da lesão.

Diminui a ansiedade, o estresse e a depressão;

Aumenta a sensação de bem-estar e concentração;

Melhora os padrões do sono;

Identifica áreas de tensão ou inflamação a serem tratadas antes que ocorra uma lesão;

Fornece feedback sinestésica que ajuda a criar um estado mental positivo; isto é, os atletas sentem os músculos relaxados e as articulações descomprimidas, aumentando a sensação de facilidade na realização de um movimento.

 


Nota: As massagens desportivas são classificadas como específicas, isto é, não apenas para tratar um determinado problema, mas ajudar na preparação prévia para a atividade, nos intervalos da atividade ou depois da atividade. A massagem desportiva também é usada para ajudar a manter o corpo em harmonia.


 

Nenhum comentário:

Postar um comentário