EDITOR CHEFE : Alexandre França
EDIÇÃO E FOTOS EXCLUSIVAS : André Reis
ILUSTRAÇÕES : Elizabeth Shimaru, Hélio de Lima
COLABORAÇÃO : Vânia Beatriz A. Vilela

segunda-feira, 29 de julho de 2013

"HOTEL PARA INSETOS"

por Rejane Paiva - Suiça

A primeira vez que vi um Hotel para Insetos exposto para venda numa loja, fiquei pensando que o mundo estava cheio de gente maluca. Mas depois fui ler mais sobre o assunto, e acabei por achar que a ideia realmente faz muito sentido. Veja se você concorda:
Hotel para insetos numa vitrine em Stein am Rhein - Suíça.

Parece que pouca gente se dá conta de que a nossa mania de querer exterminar alguns bichinhos que são chatos de conviver no nosso dia a dia (moscas, formigas, abelhas, etc), mexe com um equilíbrio muito importante na natureza. 
Hotel para insetos numa vitrine em Stein am Rhein - Suíça.

Esses pequenos "incômodos" fazem inclusive o controle de outras pragas nos nossos jardins. Sim, porque para qualquer espécie daninha de inseto, existe uma outra espécie predadora. Por exemplo, se vc tem uma linda avenca e ela está sendo atacada por pulgões, ao invés de colocar inseticida para matá-los, experimente colocar umas joaninhas para passear por ali: elas são as predadoras naturais desses insetos. Assim, além das suas avencas ficarem maravilhosas novamente, ainda vão estar decoradas com coloridas joaninhas. Não é interessante?!

Espaços destinados a cada grupo de insetos num hotel.

Então foi daí que surgiu essa ideia, que nem é assim tão maluca quanto pensávamos. À medida que fomos usando meios pouco naturais de expulsar esses pequenos seres do nosso convívio, fomos percebendo que apesar de lindos, nossos pomares davam poucas frutas (sim, os insetos têm a importante função de polinizar as plantas, principalmente as vespas, abelhas, besouros, moscas, mariposas e as borboletas).  

Se o cruzamento das espécies de plantas se dá principalmente através do transporte do pólem (80%) pelos insetos (além dos pássaros e outros animais), ao erradicarmos os insetos de uma densa floresta, ela fatalmente morrerá. O mesmo ocorrerá com o nosso jardim, horta ou  pomar. 

Quer um pomar com frutas abundantes? Mantenha uma colmeia por perto, ou um "Albergue para as Abelhas", "Pensão do Zangão", ou "Pousada da Abelha Rainha"! (Dá para imaginar um monte de nomes engraçados e sugestivos, não?) As abelhas podem aumentar a produtividade de plantas cultivadas em até 500%! Nada menos que 2/3 da alimentação humana depende, direta ou indiretamente da polinização por insetos.


Por aqui já perceberam a impotância deste equilíbrio natural, e é por isso que começam a surgir por todo lado estes pequenos hotéis de insetos para venda, nos mais inimagináveis trabalhos artesanais, e até arquitetos de verdade têm-se dedicado ao tema. Veja este exemplo, em Paris:

Hotel para insetos dos arquitetos e designers Vaulot e Dyèvre, numa praça do 13° Arrondissement em Paris.

Além de resolver um problema contemporâneo, estes hotéizinhos podem ser uma graça a mais a ser instalada no jardim. Há tantas possibilidades criativas para se construir algo assim...



Sem contar que despertamos a curiosidade das crianças e aproveitamos para dar uma aula de respeito à natureza, conhecimento e interação com o mundo à nossa volta. E aí não há limites para favorecer estas visitas importantes: dá para pensar não só nos insetos, mas também nos pássaros:


Sim, porque outro papel dos insetos está relacionado à sua função intermediária na cadeia alimentar como lixeiros que comem seres em decomposição (lembrem-se que as larvas são filhas de insetos), jardineiros que podam e controlam a superpopulação de plantas, etc, assim como são  comidos por outros animais, principalmente répteis e pássaros. Ou você nunca pensou em trocar um destes comedouros de pássaros



por um outro destes? Ou ter os dois, por que não?

Mas por favor, coloque no nome algo menos mórbido e enganador: coloque logo "Restaurante dos pássaros" - (Insetos, vocês foram avisados!). Ou "Hotel e Restaurante Equilíbrio Natural".

Eu queria terminar este post com um PAP (passo a passo) ou um DIY (Do it Yourself), como queiram, mas já estou a me alongar demais. Então fica aqui prometido que no próximo post eu vou dar dicas de como construir seu próprio Hotel para Insetos. Vale a pena construir o seu, você verá. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário