EDITOR CHEFE : Alexandre França
EDIÇÃO E FOTOS EXCLUSIVAS : André Reis
ILUSTRAÇÕES : Elizabeth Shimaru, Hélio de Lima
COLABORAÇÃO : Vânia Beatriz A. Vilela

sábado, 2 de fevereiro de 2013

“Dia dois de fevereiro Dia de festa no mar Eu quero ser o primeiro A saudar Iyemanjá...” (Dorival Caymmi)

por Danilo Zei



Iyemanjá é o orixá que simboliza o útero, a fertilidade e maternidade. Ela é a mãe de todos os filhos da Terra. Na natureza está simbolizada pelas ondas do mar, por isto a sua dança se assemelha aos movimentos leves e furiosos das ondas. Ela é a dona das águas do mar fonte de toda a vida. Seu se origina do yorubá “Yemòjá”( Yeyé: mãe – omo: filho – eyá: peixe), mãe cujos filhos são peixes. Somos filhos de Iyemanjá, pois durante a nossa gestação ficamos nadando como peixes na placenta de nossas mães. Ela é esposa legítima de Orunmilá.


Ao ofertarmos presentes a Iyemanjá, assim como para todos os outros orixás, temos que ter a consciência do que pode agredir a natureza, pois se a agredimos estamos matando orixá. Uma ITAN (conto, mito) yorubano explica um pouco sobre:

Iemanjá irrita-se com a sujeira que os homens lançam ao mar

Logo no princípio do mundo,
Iemanjá já teve motivos para desgostar da humanidade.
Pois desde cedo os homens e as mulheres jogavam no mar
tudo o que a eles não servia.
Os seres humanos sujavam suas águas com lixo, com tudo o que não mais prestava, velho ou estragado.
Até mesmo cuspiam em Iemanjá,
quando não faziam coisa muito pior.

Iemanjá foi queixar-se a Olodumare.
Assim não dava para continuar;
Iemanjá Sessu vivia suja,
sua casa estava sempre cheia de porcarias.
Olodumare ouviu seus reclamos
e deu-lhe o dom de devolver à praia
tudo o que os humanos jogassem de ruim em suas águas.
Desde então as ondas surgiram no mar.
As ondas trazem para a terra o que não é do mar.

Reginaldo Prandi
(“livro “Mitologia dos Orixás”, pág. 392)


Iyemanjá é o sentimento que temos de ter tudo aquilo que gostamos a salvo, é a essência do amor entre pais e filhos, a que nos permite pensar, regente absoluta dos lares.


Uma forma silmpes de agradar Iyemanjá em sua casa, é oferecer luz de velas nas cores azul claro e branco, e flores brancas. Aproveite para agradecer por suas conquistas e pedir para que Iyemanjá nos dê pensamentos sadios.
Yemonjá sàgbàwí, sàgbáwí rere
O sàgbáwí rere, Yemonjá sàgbàwí rere..”
“Yemanja intercedeu (em nosso favor) para nosso bem

Yemnajá intercedeu para o bem...”

Para ouvir e assistir:




Um comentário: