EDITOR CHEFE : Alexandre França
EDIÇÃO E FOTOS EXCLUSIVAS : André Reis
ILUSTRAÇÕES : Elizabeth Shimaru, Hélio de Lima
COLABORAÇÃO : Vânia Beatriz A. Vilela

sábado, 22 de setembro de 2012

"Cravo-da-índia (Syzygium aromaticum)"



Usado na culinária há centenas de anos, o cravo-da-índia é uma das especiarias mais aromáticas e saborosas e, além disso, rico em óleos essenciais, tem ação analgésica e antisséptica.

O cravo-da-índia é um condimento versátil que pode ser usado tanto em pratos doces como em pratos salgados. É normalmente empregado no preparo de caldos, ensopados, doces, pudins, bolos, tortas de maçã, pães, vinhos e ponches quentes e licores. O eugenol, presente no óleo essencial, tem ação bactericida, o que o torna útil para preservar e prolongar a validade de compotas e conservas. Em alguns países, costuma-se introduzí-lo juntamente com dentes de alho dentro de pernis e presuntos. Na Europa, é muito usado para condimentar carnes e salames. Já no Brasil, o cravo-da-índia é usado mesmo para pratos doces, hábito adquirido da nossa colonização portuguesa.


Devido a propriedade anestésica de seus óleos essências é usado como analgésico na odontologia e em produtos de higiene bucal para fazer assepsia e promover um hálito agradável. Na aromaterapia é considerado estimulante e revigorante. Usado em loções e vaporizações para limpeza da pele do rosto, em banhos de imersão aromáticos e águas perfumadas. É também eficaz no combate à acne. O óleo pode ser usado para massagear músculos doloridos, para suavizar estrias e é eficaz no tratamento de unhas quebradiças, rachadas ou fracas e de calosidades. Usado na elaboração de pomadas para remoção de verrugas. Ainda na forma de pomadas e cremes, alivia a coceira e o inchaço das picadas de inseto. É também utilizado em xampus e loções capilares que limpam e auxiliam o crescimento dos fios.



ÓLEO DE CRAVO-DA-ÍNDIA
30 gramas de cravo-da-índia
200 ml de óleo de oliva ou girassol
Misture tudo e cozinhe em banho-maria por uma hora. Deixe esfriar, coe e guarde em um vidro limpo e seco.

O óleo de cravo-da-índia é indicado para unhas fracas, combate micoses de unha, frieira e manchas brancas nas costas. É antisséptico, antibiótico, antiviral, antifúngico, anti-inflamatório, antiparasitário e analgésico.

EXTRATO DE CRAVO-DA-ÍNDIA
Use o extrato de cravo-da-índia para acabar com fungos, traças e espantar insetos. Dissolvido em álcool ou água, pode ser usado como aromatizante ambiental. Misturado com água, funciona como anti-séptico bucal.

100 gramas de cravo-da-índia
Um litro de álcool de cereais

Misture tudo e coloque em um vidro escuro. Deixe guardado por dois meses, coe e recoloque no vidro escuro.

É contra-indicado o uso interno durante a gravidez, lactação, para crianças menores de seis anos, pacientes com gastrite, úlceras gastroduodenais, síndrome do cólon irritável, colite ulcerosa, doença de Crohn, hepatopatias, epilepsia, síndrome de Parkinson ou outras enfermidades neurológicas. É contra-indicado o uso tópico sobre as zonas de pele alterada, nem para pessoas com alergias respiratórias ou hipersensibilidade por óleo essencial.


4 comentários:

  1. que bacanas as informações contidas nessa postagem sobre o cravo da índia...gostei muito...estou segundo no facebook...abçs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado Ana... Seja bem vinda!

      abraços

      Excluir
  2. Olá, tudo bem?

    Usado na odontologia? nunca imaginei =O
    Não gosto de cravo da india em comidas, o gosto fica estranho =S

    Aguardo sua visita no meu blog :)

    Estou te seguindo ^^

    Beijos.


    http://www.girlsupimpa.com/

    ResponderExcluir
  3. Nossa quanta coisa que eu nem conheço rsrs, retribua
    -
    http://snestalgia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir